28 de julho de 2015

Aniversário do Falcões MC

O mesmo esquema de sempre, 2k de alimento pra entrar.
Mais detalhes em: http://www.falcoes.com.br/


17 de julho de 2015

Relê de Partida Kansas 150


Olá meus amigos 

Venho hoje mostrar a vocês, mais uma peça "paralela/compatível/genérica/mutante/compartilhada/etc e tal" para a Kansas 150. 

Trata-se do relê de partida, da CBX 200/ XR200. 

Abaixo as fotos das duas peças para comparação. 



Notem que o relê original está completamente oxidado, mas por incrível que pareça, ainda funciona, o que apresentou problemas foi o componente que fica no topo da peça e faz a ponte entre a entrada da energia, suporta o fusível e conecta a eletricidade com o resto da moto.


Mais um item que pode ser danificado caso você tenha a brilhante ideia de ligar um par de faróis auxiliares na fiação principal da moto. 

Neste caso, acredito que o que levou essa peça para o além tenha sido a infiltração de água na parte elétrica dela, algo que acontece através do banco. 

Até seria possível consertar o relê original, mas cá pra nós, seria muito trabalho para uma peça já deteriorada, que poderia me deixar na mão novamente e que custa menos de 30 reais.






16 de julho de 2015

Thaila Ayala e o país de Merda

Olá meus amigos

Ontem ao dar uma passada rápida pelo facebook vi uma notícia de que a atriz Thaila Ayala disse aquilo que muitos de nós dizemos diariamente:
 

País de merda.

Em primeiro lugar, pra quem assim como eu, não faz a menor ideia de quem é essa moça, segue o link na Wikipedia (não que eu considere a Wikipedia uma fonte segura de informação, mas é melhor que nada).

Eliminada a primeira etapa do processo, vamos à notícia que tropecei:

http://jovempan.uol.com.br/entretenimento/famosos/pais-de-me-diz-thaila-ayala-ao-chegar-no-brasil-entenda.html?cmpid=fb-uolnot

Sinceramente, não vi nada demais no comentário dela, é o que se diz quando se tem noção do assalto que é a tributação brasileira, principalmente sabendo que o dinheiro será, na melhor das hipóteses, mal utilizado.

Se você vive no mundo da lua e não está entendendo, deixa eu te contar um caso que aconteceu recentemente comigo:

Descobri um site de venda de peças da Hysoung, um site bem organizado e com preços legais, na minha primeira compra era o site com melhor preço e na segunda, acabou se tornando devido ao cupom de desconto que recebi.

Valor da compra: US$48,44.

Convertido em “irreal”, saiu por I$156,94, bastante caro considerando o que é, o meu salário (e o médio da população) e o valor da moto onde essas peças serão usadas, viva o dólar a I$3,24.

Não bastasse isso, já deixei I$10,01 de IOF, agora minha compra passou pra I$166,95. Passado uns dias, recebo uma notificação do correio que minha compra foi taxada e deveria pagar o valor de I$109,70, referente aos impostos e ainda mais I$12,00 referente à taxa de porra nenhuma para o Correio, que nem sequer entregou a encomenda na minha casa, pois nesses casos, é o destinatário que tem que ir buscar. Total de I$131,71 na mão do governo.

Estamos falando de pagar em impostos, o equivalente a praticamente outro produto. Em outras palavras, as empresas produzem, vendem e transportam, lucram e pagam trabalhadores,  quem TRABALHA, leva pouca coisa a mais pra BANCAR TUDO, que o governo que não faz PORRA NENHUMA.

E você acha que não é atingido por esse tipo de coisa?

Que isso só acontece com a atriz cheia da grana que chega de viagem ou com o cara que compra coisas esporádicas fora do país?



Vai nessa amigão!

Sabe aquela peça ridícula de qualidade esdrúxula que você compra pra sua moto ching ling?

Também paga imposto pra caralho, só que você não vê.

Aliás, a sua moto ching ling, a sua moto nacional, a sua internet, a sua comida, cinema, a porra toda tem imposto até o cu fazer bico.

Aí você olha em volta e vê o que?

Estrada toda cagada, esburacada, mal sinalizada, e quando não é assim, tem pedágio. Sem contar os limites ridículos de velocidade e o radares. E assim segue com o que é público, que por sinal, é parâmetro para serviço ruim (dá uma lida nessa postagem do MPM).


E nessa história toda, ainda surgem pessoas que sofrem de síndrome de Estocolmo ou se beneficiam dessa corrupção toda, defendendo o governo e o modo como se governa, como se fosse um partido ou outro, meras vítima de perseguição, enquanto no fundo, todos se esbaldam com a grana do povo, fazendo teatrinho de direita e esquerda e botando cidadão contra cidadão.